Durante a minha vida profissional, quase sempre trabalhando em pequenas empresas, pude perceber como a maioria dos gestores e empresários encaram seus problemas, sempre buscando culpados e raramente, soluções.

São nos momentos mais tensos do dia dia que conseguimos diferenciar o bom do péssimo profissional.

Normalmente sem preparo desfere palavras assim:

Quem fez isso?

No que você esta pensando?

Por que fez isso?

Estas questões só levam a uma coisa, buscar um culpado.

Um bom profissional faria perguntas com o intuito de buscar soluções para o problema, exemplo:

O que podemos fazer para que isso não ocorra mais?

Vamos analisar e encontrar em que parte do processo o erro ocorreu.

Perguntas assim contribuem para a busca de soluções e estimulam outros profissionais a trata-los de maneira diferente.

 

O que diz a psicologia

Para escrever este post tive que estudar um pouco e encontrei um termo na psicologia que traduz muito bem os diferentes tipos de pessoas, chama-se Locus de Controle.

Por conhecer pouco do assunto, vou transcrever algumas partes do site www.wilderdom.com

 

O que é Locus de Controle?

Locus de controle se refere á percepção de um individuo sobre as principais causas de eventos em sua vida. Resumindo:

Você acredita que seu destino é controlado por você ou por forças externas? 

O conceito foi desenvolvido por Julian Rotter, na década de 1950.

 

Em outro site, http://psicoativo.com, o escritor conseguiu expor as diferenças entre o Locus de controle interno e externo, seguem alguns trechos

 

Aqueles com um locus de controle interno:

  • São mais propensos a assumir a responsabilidade por suas ações
  • Tendem a ser menos influenciados pela opinião de outras pessoas
  • Muitas vezes, fazem melhor as tarefas quando eles estão autorizados a trabalhar em seu próprio ritmo
  • Geralmente têm um forte senso de auto-eficácia
  • Tendem a trabalhar duro para alcançar as coisas que eles querem
  • Sentem-se confiantes em face dos desafios
  • Tendem a ser fisicamente mais saudáveis
  • Relataram serem mais felizes e mais independentes
  • Muitas vezes, obtem maior sucesso no local de trabalho

 

Aqueles com um locus de controle externo:

  • Culpam forças externas para as suas circunstâncias
  • Muitas vezes, dão crédito a sorte ou oportunidade por todos os sucessos
  • Não acreditam que podem mudar a sua situação através de seus próprios esforços
  • Frequentemente se sentem inúteis ou impotentes diante de situações difíceis
  • São mais propensos a experimentar o desamparo aprendido

 

Conclusão

Estudar não é somente aprender e sim colocar em prática as ideias e conceitos que fizeram parte do seu curso.

Conheci (e conheço) pessoas que possuem faculdades, especializações e não colocam em prática 5% do que aprenderam. Pelo contrário, criam uma vaidade pensando que seus diplomas são mais importantes e esquecem do simples e essencial, analise.

Depois de entender alguns conceitos, percebi que grande parte dos empresários que possuíam, predominantemente o locus de controle externo, não tiveram sucesso em suas empresas (faliram ou venderam) e os gestores, hoje são geridos.

 

Pense nisso e estude, não esqueça de colocar em prática.

 

Fontes:

www.psicoativo.com/2016/07/locus-de-controle-interno-externo-psicologia-teste.html

www.wilderdom.com/psychology/loc/LocusOfControlWhatIs.html

www.pgpsi.ip.ufu.br/node/271

Você esta procurando Culpados ou Soluções para seus problemas?
Avalie Este Post